Hugo Oliveira spoke at Interreg- Spain

Intervenção de Hugo Oliveira na Raia Termal

Intervenção de Hugo Oliveira na Raia Termal

Espanha – Portugal 17 e 18 de Setembro – Lobios – Ourense


Hugo Oliveira spoke at Interreg- Spain – Portugal. September 17 and 18 - Lobios - Ourense

Hugo Oliveira begins his presentation by presenting the work and operation of EHTTA, which is based on the promotion and defense of the European thermal and artistic historical heritage, promoting these places as tourist destinations of excellence, health and well-being, together with the architectural heritage where these cities have developed.

It reinforce the importance of restoring and maintaining the thermal heritage, so that these buildings remain as tourist and cultural centers of attraction. He talked about the economic growth that the health and wellness sector has experienced at the moment, with an increase in government reimbursement in these areas, allowing users to perform health treatments with thermal waters.

Thermalism is no longer synonymous with seniors. “We are increasingly seeing a young population attending spa resorts, in a playful and social way.” He ends by saying that since ancient times, people have traveled in Europe, through the thermal cities, leading to the construction of buildings that today form a rich and diverse heritage, which has allowed cities to develop around the waters, which today some need requalification.

Intervenção de Hugo Oliveira na Raia Termal

Hugo Oliveira inicia a sua intervenção com a apresentação do trabalho e funcionamento da EHTTA, que se baseia na promoção e defesa do património histórico termal e artístico Europeu, promovendo estes locais como destinos turísticos de excelência, de saúde e Bem-Estar, aliado ao património arquitectónico sobre o qual estas cidades se desenvolveram.

Assinala a importância de recuperar e manter o património termal, de forma a que estes edifícios se mantenham como polos de atracção turística e cultural. Abordou o crescimento económico que o sector da saúde e bem-estar tem tido actualmente, havendo um aumento de comparticipação de tratamentos por parte dos governos, nestas áreas, que permitindo aos utentes realizar tratamentos de saúde, com águas termais.

Termalismo já não é sinónimo de 3ª idade. Cada vez mais observamos uma população jovem a frequentar estâncias termais, numa vertente lúdica e social. Termina dizendo que desde os tempos antigos, as pessoas viajavam na Europa, pelas cidades termais, levando à construção de edifícios que formam hoje um património rico e diversificado, que permitiu às cidades desenvolverem-se em volta das águas, que hoje alguns se apresentam devolutos e necessitam de requalificação.